ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

BOAS FESTAS


Boas Festas e um Óptimo Ano de 2009.São os votos do Centro Novas Oportunidades es@+.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Comemoração do S.Martinho

No dia 11 de Novembro comemorou-se o S.Martinho na nossa escola, numa iniciativa do Centro Novas Oportunidades, em conjunto com os Cursos EFA.


Deu-se início à confraternização com a divulgação do Centro, apresentando o seu percurso e missão. Em seguida, toda a comunidade escolar e extra-escolar participou no magusto, que teve lugar no refeitório da escola. Todos os presentes puderam ainda observar os astros e tomar conhecimento de lendas e tradições associadas ao S. Martinho, patentes na exposição de trabalhos dos formandos das turmas EFA-B3 e do Curso Extra-escolar.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Exames ao abrigo do Dec.- lei nº 357

Os adultos que se encontram ao abrigo do Decreto-lei nº357 e que optaram por fazer exames a nível de escola na época de Novembro, deverão dirigir-se à secretaria da escola afim de formalizarem a sua inscrição no (s) exame(s) a realizar.

Poderá consultar as matrizes dos exames:
  • dos Cursos Científico-Humanísticos aqui.
  • dos Cursos Profissionais aqui.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Setembro

A equipa do Centro (com alguns elementos novos) prossegue, desde o dia 1 de Setembro, o trabalho desenvolvido, procedendo à reorganização inerente ao desenvolvimento do trabalho a realizar em equipa.
Os adultos estão a ser contactados telefonicamente para:
  • a fase de diagnóstico/triagem;
  • a análise e encaminhamento dos adultos ao abrigo do Decreto-Lei 357;
  • uma entrevista individual com um dos profissionais de RVCC, no caso dos adultos em processo, no sentido de se aferir o ponto da situação e dar seguimento ao processo RVCC já iniciado;
  • a integração em os novos grupos a iniciar o processo RVCC de nível básico e de nível secundário, no caso dos adultos com diagnóstico já realizado.

    A todos os elementos do CNO, aos adultos e à ESA, votos de bom trabalho.

sábado, 2 de agosto de 2008

Pausa

E é tempo de pausa na publicação de informações neste espaço (o centro está aberto e ao dispor de todos os interessados).

Deixando neste sítio os desafios às equipas dos CNOs, elencados pelo Dr. João Lima, desejamos um bom e merecido descanso aos que têm em Agosto o seu período de férias e a todos os outros, votos de continuação de bom trabalho.

Até Setembro.

Coordenadores dos CNO - cinco desafios

A coordenação de equipas, por si, é um desafio com muita gestão da incerteza. A coordenação de uma equipa num projecto pioneiro ainda mais o é. Mas cabe aos coordenadores dos CNO nos próximos tempos, a meu ver, estes cinco desafios, entre muitos mais:
1. A programação de formação interna de ajustamento para as equipas (numa tipologia de acolhimento + team building).
2. A procura de parcerias estratégicas, não só a nível externo como a nível interno (por exemplo, com as equipas dos cursos EFA).
3. A construção de uma política de qualidade. Com avaliação interna e metodologias de controlo da qualidade do processo nas diferentes fases.
4. A procura de articulação entre as metas, objectivos e linhas de orientação e a criação/manutenção do "espírito" de trabalho do CNO.
5. A implementação de processos de comunicação e gestão do conhecimento. Articulando a produção com o reconhecimento público e social do processo, registando e implementando metodologias de gestão do conhecimento no contexto de actuação do CNO e no contexto de utilização por parte dos adultos e do público em geral.

Formadores do processo RVCC - cinco desafios

O mês de Setembro irá trazer algumas mudanças nas equipas, principalmente, ao nível dos formadores. Equipas que estavam sólidas surgem agora como equipas em construção. Por isso, o mês de Setembro irá trazer novos desafios a muitos formadores. Entre muitos desses desafios destacamos:
1. A necessidade de entenderem a formação complementar como uma formação centrada nas competências do adulto e não somente em conhecimentos a transferir.
2. A necessidade de articular com os adultos entre as competências adquiridas, competências a desenvolver e competências mobilizadas em contexto de formação.
3. A necessidade de organizar um conjunto de actividades exploratórias em substituição das actuais actividades de correcção ou formatação de capacidades.
4. A necessidade de objectivar questões geradoras de desocultação de competências.
5. A necessidade de criar linhas de comunicação e orientação entre o Adulto, o profissional RVCC, os outros formadores na equipa e os necessários registos em PRA (diversificando as fontes, passando para além do papel).

Retirado do blog: O Processo RVCC/Centros Novas Oportunidades

terça-feira, 22 de julho de 2008

Profissionais RVCC - cinco desafios

Os profissionais RVCC enfrentam novos desafios cada dia que passa. A implementação do processo RVCC Secundário é um destes desafios que, a nosso ver, tem sido superado com a dedicação e o trabalho preparatório das equipas. Mas outros emergem:
1. O desafio no caso dos adultos que continuam do processo RVCC Básico para o RVCC Secundário e que necessitam de efectiva formação possam ser orientados vocacionalmente para tal.
2. A consolidação das suas funções e articulação com o técnico de diagnóstico e encaminhamento enquadrando a visão de percurso de formação neste contexto.
3. A articulação da equipa com o Avaliador Externo na preparação das sessões de júri.
4. A articulação entre os objectivos do processo RVCC, do perfil do adulto e das necessidades de mercado ao nível da qualificação escolar e profissional, nomeadamente, com a integração de competências presentes no Catálogo Nacional de Qualificações.
5. A gestão da articulação das horas de formação complementar, UFCD's e outras formações no contexto do reconhecimento de competências em contexto para o processo RVCC, destacando também as competências adquirida com e no decurso do próprio processo RVCC.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Técnico Superior - cinco Desafios

A criação da figura do Técnico Superior vem alterar e muito o processo de relação/interacção do adulto com os CNO, assim como, as próprias interacções dentro das equipas. Deixamos aqui 5 desafios emergentes dessa nova função e que se tornam fundamentais para a qualidade global do projecto e do processo de qualificação do adulto.
1. O Técnico Superior deve estar sempre actualizado sobre: Perfis Profissionais (certificados ou a certificar de acordo com o Catálogo Nacional de Qualificações), assim como, da legislação em vigor para a qualificação profissional.
2. O Técnico Superior deve ser capaz de iniciar um processo de consciencialização do adulto para a auto-construção de um percurso formativo.
3. O Processo de Diagnóstico e Orientação deve ser partilhado com o adulto e também com os profissionais RVCC e formadores. Pode, caso seja útil, recorrer ao Avaliador Externo para apoio na decisão a tomar.
4. A Orientação e Posicionamento do adulto devem ser pensados com uma visão prospectiva e não só de "recuperação" da qualificação.
5. A articulação de todo o processo de desenho da solução partilhada com o adulto deve ter em conta o triângulo: Mercado de Trabalho - Aprendizagem ao longo da vida - Certificação Escolar e Profissional (Com ou sem formação).

Retirado do blog: O Processo RVCC/Centros Novas Oportunidades

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Comentários sobre a minha experiência no processo RVCC - Nível Secundário

A educação escolar deve preparar-nos para a vida de adulto. Na escola, aprendemos a pensar, a solucionar problemas, a distinguir o racional do irracional, a pensar de modo claro, a adquirir novos dados e a perceber as ligações entre as diversas partes e o todo.
Ao longo de todo este processo, senti o entusiasmo de descobrir que na minha vivência adquiri algum conhecimento nas disciplinas que compõem o 12º Ano (por ex: Sociologia, Direito, Português, Física e Química). Sugiro a outros participantes deste processo que aproveitem os dias normais (no trabalho, em casa e noutras actividades) para estarem atentos a acções, aprendizagens e métodos que usam, relacionando-as com os Domínios de Referência a desenvolver. Agora sou capaz de reflectir melhor no ambiente que me rodeia e dar valor ao conhecimento adquirido por cada individuo, sem me tornar superior a ele, porque cada pessoa pode desenvolver capacidades, habilidades ou inteligência em áreas diferentes da minha, que sendo compartilhadas, podem tornar-nos mais ricos em compreensão e entendimento.
Estou grato por toda a dedicação, empenho, entusiasmo e incentivo dos profissionais RVCC (todos os professores e professoras envolvidos).

José Joaquim Cunha

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Visita integrada no percurso formativo - EFA

Visita a Óbidos e Alcobaça das turmas EFA B2 e B3, integrada no Tema de Vida:
"À Descoberta das Origens"


terça-feira, 8 de julho de 2008

Comentário - adulta certificada no nível B3

Aprender compensa

Eu e os outros

Guardar um tempo para nós, para nos ouvirmos e sentimos, para dar voz à nossa consciência e espaço para medir os nosso actos, assim, o primeiro passo para sermos iguais a nós mesmos.
Os outros passos surgem, naturalmente, na sequência deste primeiro e ajudam a encontrar o caminho mais certo. O caminho que é meu mas que também pode ser dos outros, o caminho que nos leva a ser únicos e diferentes no mundo mas não nos afasta do mundo dos outros.

Aos professores que me acompanharam e colegas, por toda a ajuda e apoio, o meu especial carinho e gratidão.

Lúcia Carragéis

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Álbum da sessão de júri de Nível Básico


Poderíamos dizer como Sérgio Godinho "Hoje é o primeiro dia do resto das suas vidas", pois, de certo modo, assim é para este grupo de adultos. Sonho de uma vida, para alguns, senão mesmo para todos. A abertura de uma nova porta de oportunidades para todos. A todas e a todos, votos de felicidades e que tenham sempre presente que APRENDER COMPENSA.

A Profissional de RVCC e a equipa de formadores

Avaliação externa da Iniciativa Novas Oportunidades: eixo adultos

"A Agência Nacional para a Qualificação (ANQ) e a Universidade Católica Portuguesa firmaram, no dia 14 de Abril, um protocolo que visa a avaliação da Iniciativa Novas Oportunidades - eixo adultos. Em concreto, pretende-se verificar como foi a Iniciativa implementada nos Centros Novas Oportunidades, nomeadamente no que se refere à sua constituição e funcionamento. Através deste protocolo será possível aferir a qualidade dos resultados obtidos e o grau de satisfação dos adultos que entraram no processo de reconhecimento de competências e produzir instrumentos de monitorização deste sistema. Este projecto será coordenado por Roberto Carneiro."
Fonte: ANQ

quinta-feira, 5 de junho de 2008

terça-feira, 27 de maio de 2008

quinta-feira, 8 de maio de 2008

O Ponto de Informação Novas Oportunidades - Centro de Recursos em Conhecimento


O Ponto de Informação Novas Oportunidades - Centro de Recursos em Conhecimento integra os seguintes espaços:
- Espaço Novas Oportunidades - atendimento ao cidadão e esclarecimento de dúvidas sobre as ofertas educativas e formativas integradas na Iniciativa Novas Oportunidades;

- Espaço Documental e Multimédia - disponibilização, consulta, utilização e empréstimo presencial e a distância de recursos bibliográficos e multimédia;;

- Espaço Multiusos - dinamização de sessões de divulgação de iniciativas, boas práticas, metodologias e materiais técnico-pedagógicos da responsabilidade da ANQ ou de entidades externas que contribuam para a promoção das ofertas educativas e formativas integradas na Iniciativa Novas Oportunidades;

- Quiosque - divulgação de publicações e outros recursos produzidos pela ANQ.”

O Ponto de Informação Novas Oportunidades - Centro de Recursos em Conhecimento dirige-se a um público bastante diversificado que integra:
- Qualquer cidadão interessado em obter informação sobre a Iniciativa Novas Oportunidades e as ofertas educativas e formativas que a integram;
- Jovens e adultos que procurem uma oportunidade de qualificação;
- Profissionais de educação e formação;
- Pais e encarregados de educação;
- Investigadores e estudantes a desenvolver trabalhos no âmbito da qualificação de jovens e adultos;
- Entidades formadoras;
- Entidades empregadoras;
- Parceiros sociais”


Localização, horário e funcionamento
O Ponto de Informação Novas Oportunidades - Centro de Recursos em Conhecimento está localizado no nº 138 D da Av. 24 de Julho, 1399-026 Lisboa.

Contactos:

- Telefones: 21 394 37 00/ 29;
- Fax: 21 394 37 99;
- E-mail: pontodeinformaçãono@anq.gov.pt.

Horário de Funcionamento:

- Das 10h00 às 17h00.” Fonte: ANQ

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Instrumentos de apoio à construção de um projecto vocacional nos CNO

PINTO, Helena Rebelo, Isabel Ferreira do Vale, Maria da Conceição Soares, Etelvina Cristovão Morais (2008). Instrumentos de apoio apoio à construção de um projecto vocacional nos Centros Novas Oportunidades. Lisboa: ANQ.
"Esta publicação integra um conjunto de instrumentos que permitem aos profissionais dos Centros Novas Oportunidades trabalhar com os adultos, numa fase posterior ao processo de RVCC, o seu desenvolvimento vocacional." Fonte: ANQ.

"O conjunto de actividades e materiais foi preparado visando ajudar os adultos que se dirigem aos Centros Novas Oportunidades na:
• promoção da valorização pessoal (...)
• construção de forma activa e progressiva de um conceito de si próprio (...);
• promoção da pró-actividade (...);
• aquisição, desenvolvimento e treino de competências de gestão de carreira flexível
• promoção de uma atitude favorável à aprendizagem ao longo da vida (...);
• reforço da importância das competências pessoais, sociais e de realização na construção do projecto vocacional e da progressiva adesão e responsabilização pela sua formulação e implementação."

terça-feira, 22 de abril de 2008

Autobiografia

Autor: João Lima - Blogue: O Processo RVCC/Centros Novas Oportunidades

terça-feira, 15 de abril de 2008

PRA - Portefólio Reflexivo de Aprendizagens

  • O portefólio retrata o percurso de aquisição de competências do candidato
  • Os elementos a inserir são escolhidos de acordo com critérios predeterminados e acordados entre o candidato, técnicos RVC e formadores
  • Os elementos representam, de forma clara as competências adquiridas pelo candidato
  • Os elementos são escolhidos, de modo regular, a partir de situações significativas de aprendizagem e avaliação.
  • O candidato produz reflexões e estabelece objectivos, desafios e estratégias.
  • Existe uma ligação entre os diferentes trabalhos. A reflexão sobre desafios estabelecidos previamente é obrigatória.
  • O portefólio é um documento de avaliação em constante reformulação.
  • Instrumentos de mediação (o meio).
  • O portefólio demonstra o caminho percorrido e as etapas que levaram à produção dos materiais apresentados.

Comunicação da autoria da Drª Isabel Martins no I Encontro CNOs -NS-Escola Secundária Cacilhas - Tejo

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Votação e sugestões

Poderá participar na votação sobre a utilidade deste blogue no questionário lateral e enviar sugestões quer nos comentários às mensagens quer via e.mail.

quarta-feira, 9 de abril de 2008

RVCC - Nível Secundário - Um comentário

A minha dedicação ao trabalho que idealizei em fazer para o processo RVCC , baseado na História da minha Vida, no livro Passeio Aleatório pela Ciência do dia a dia do Dr. Nuno Crato

o meu gosto pela literatura, o meu inglês, rapidamente tenho chegado aos meus propósitos. Para isto quero enaltecer a dedicação e acompanhamento dos professores da CNO da Amora, os quais estão a ser uns excelentes orientadores e bons amigos.

"O maior prazer que alguém pode sentir é de causar prazer aos seus amigos" VOLTAIRE
Manuel Lobato

Dia Mundial da Saúde

No blogue Amora online, dinamizado por professores da Escola Secundária de Amora, foi devidamente registado o Dia Mundial da Saúde - dia 7 de Abril, com informações constantes no site da WHO - World Health Organization.

Pela relevância do tema para todos em geral e remetendo para a sua pertinência ao nível das unidades de competência / núcleos geradores: Saúde e Ambiente no processo RVCC de nível secundário, aqui assinalamos também este dia numa partilha das preocupações apontadas pela Organização Mundial de Saúde.

Mais informações em:
World Health Day 2008: protecting health from climate change

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Encontro Inter CNOs - nível secundário

O I Encontro Inter CNO's - nível secundário promovido pelo CNO da Escola Secundária Cacilhas - Tejo, contou com a presença de elementos das equipas técnico-pedagógicas de vários CNOs e de representantes da ANQ.
Este encontro permitiu uma reflexão conjunta sobre as práticas dos vários centros, sobre constrangimentos e iniciativas de superação, tendo como ponto de partida as comunicações dos diversos oradores sobre:
  • Histórias de Vida - Drª Júlia Bentes
  • Portefólio Reflexivo de Aprendizagem - Drª Isabel Martins
  • Referencial de Competências-Chave - Drª Manuela Alcobia

quinta-feira, 20 de março de 2008

E.S.A PROCESSO R.V.C.C

Nesta fase já bastante avançada do processo R.V.C.C, consideramos que foi muito benéfico fazermos uma reunião de troca de impressões, colocação de dúvidas, exposição de alguns temas e a interacção no grupo.
Agradecemos também à profissional Fátima Barata e aos formadores o apoio que nos está a ser facultado ao longo deste período.

O Grupo / Turma A e B:

Joaquim Marques
Luís Godinho
Dulce Laja
Maria José
Lúcia Carrageis
Luís Silvestre
Ana Loureiro

PS: « Para que vivemos nós, se não para tornar
a vida menos difícil uns aos outros ?»
Mary Ann Evans (George Eliot) (1819-1880)

segunda-feira, 10 de março de 2008

Conferência de Professores Inovadores - Microsoft

4ª CONFERÊNCIA DE PROFESSORES INOVADORES - Venha pôr as mãos nas teclas!

Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação - Universidade de Lisboa
26 de Março de 2008

A Microsoft organiza a 4ªConferência de Professores Inovadores dirigida a professores dos Ensinos Básico e Secundário, facultando a oportunidade de conhecer inovadores projectos escolares e de escolher participar num dos vários Workshops disponíveis.

Para mais informações e inscrição:

http://www.microsoft.com/portugal/educacao/conf_lisboa08/default.mspx

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

NÍVEL SECUNDÁRIO

As listas do Nível Secundário estarão afixadas no Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária de Amora, a partir do dia 12 de Fevereiro às 15 horas.


A equipa do Centro Novas Oportunidades

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

NÍVEL BÁSICO

  • Reunião de toda a equipa para encaminhamento dos adultos após sessões de diagnóstico e triagem.
  • Encaminhamento de adultos para processo RVCC, cursos EFA ou outra modalidade de formação de adultos em reunião negociada com as profissionais.
  • Contacto e encaminhamento de adultos para frequência de Formação Extra-Escolar em Linguagem e Comunicação e TIC.
  • Para os adultos em processo RVCC, as profissionais e os formadores estão a realizar sessões de apresentação e descodificação dos referenciais das Áreas de Competência-Chave.

As profissionais de RVCC