ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

terça-feira, 29 de março de 2011

Não Tenhas Medo de Caminhar Devagar, Tem Sim Medo de Estar Parado

QUERO AGRADECER A TODA A EQUIPA DO CENTRO DE NOVAS OPORTUNIDADES, FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA E AOS MEUS COLEGAS DE"TURMA", A PACIÊNCIA E SIMPATIA QUE TIVERAM COMIGO, E DIZER QUE CONTRIBUIRAM PARA MAIS UMA DAS BOAS ETAPAS DA MINHA VIDA.

PARA AS PESSOAS QUE ESTÃO NO CNO E QUE FUTURAMENTE VÃO FREQUENTAR O PROCESSO, APROVEITEM ESTA OPORTUNIDADE E ACREDITEM QUE SÃO CAPAZES.

VI UM PROGRAMA SOBRE A CHINA E OUVI UM PROVÉRBIO QUE PARA MIM SE ENCAIXA NA PERFEIÇÃO NESTE MEU REGRESSO AO ENSINO E TAMBÉM NO MEU DIA A DIA:

"NÃO TENHAS MEDO DE CAMINHAR DEVAGAR, TEM SIM MEDO DE ESTAR PARADO"

A TODOS UM ABRAÇO

PAULO CALADO


Vale a pena acreditar que somos capazes, agradeço a oportunidade que me foi dada. Um enorme obrigado a equipa que nos acompanhou no decorrer deste processo.


HASSAMO

segunda-feira, 28 de março de 2011

Sessão de Júri de Certificação de Nível Básico

No âmbito do Despacho nº 17658/2010 relativo ao Encaminhamento de adultos desempregados para os Centros Novas Oportunidades, o CNO Es@+ da Escola Secundária com 3ºciclo de Amora, recebeu um grupo de adultos para o Processo RVCC de Nível Básico.

Estes adultos desenvolveram o processo com grande empenho, apesar de alguma resistência inicial.

Os dias 17 e 22 de Março foram palco de duas sessões de júri de certificação para estes 10 adultos que realizaram o processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências para a obtenção do 9º ano.

Destas sessões de júri resultaram 9 certificações totais e uma certificação parcial de nível básico.

Foram dias repletos de emoções e sentimentos vários para estes adultos, os quais, na sua grande maioria, encara este resultado como mais um patamar na sua vida, pensando em integrar ofertas formativas que lhes permitam obter progressivamente níveis mais elevados de qualificação.

A equipa Técnico Pedagógica felicita todos os Candidatos e deseja sucesso pessoal e profissional.

quarta-feira, 16 de março de 2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Matemática para a Vida

O número π

No dia 14 de Março (data que nos EUA se escreve 3/14), celebrou-se em todo o mundo o Dia do π (3,14.).
O número π representa a razão constante entre o perímetro de qualquer circunferência e o seu diâmetro.
O mais antigo registo conhecido dessa razão foi escrito por um escriba egípcio de nome Ahmes, por volta de 1650 A.C.

Web site da imagem ccsetubal.blogspot.com

quarta-feira, 9 de março de 2011

A leitura traz-nos informação, notas, pontos de vista, factos. O estudo pode motivar-nos a procurar mais informações, a entender conceitos, perspectivas, factos. O olhar atento pode trazer-nos os estímulos do mundo exterior, e os nossos sentimentos são o reflexo de como tudo aquilo que se passa connosco e à nossa volta se manifesta em nós.
Ao longo da minha vida, sempre trilhei o meu próprio caminho. O saber entrou-me pela pele, pelos olhos, pelos amigos que conheci, pelos caminhos que partilhei, pelos amigos que perdi, pelos desafios profissionais que abracei, pelas pessoas que ao longo deste caminho me contam as suas experiências, as suas vivências e, de certa forma, o seu saber. Sempre fui um empirista, um crente no conhecimento através da experiência. Tive a sorte e o privilégio de, como comercial, ser um gestor das necessidades alheias e um ouvinte do que as pessoas tinham para me contar. Para mim, o conhecimento reside no mundo, nas mundividências de cada um. Mas nesse processo sei que o conhecimento provém de outros lugares. A leitura veio assumindo, para mim, um lugar importante e a necessidade de reflectir e de olhar, sob o ponto de vista crítico, para as minhas experiências e conjugar tudo isso com um estudo de factos, dados, informação sobre o mundo que me rodeia fazem-me hoje reflectir e analisar tudo considerando outros pontos de vista.
Provavelmente, este regresso ao estudo deveria ter tido lugar noutra fase da minha vida, mas nessa fase, o mundo exterior tinha demasiados estímulos para mim, demasiada informação que se apresentava para mim como um livro aberto. Hoje, a minha decisão de iniciar esta aventura estudantil, este processo de validação de competências e, de certa forma, este processo de avaliação, vem aliado a uma outra fase da vida, em que mais que explorar, queremos entender. Agora. É a vez de entender e estudar o que de outra forma se aprendeu.

Paulo Cunha
Certificado com o Nível Secundário - 4 de Março de 2011